Projeto Coral Clara Voz

CORAL CLARAVOZ E ORQUESTRA EXPERIMENTAL UBERLÂNDIA, configura-se grupo Instrumental de Cordas Friccionadas com instrumentos acústicos Violino, Viola, Violoncello e Contrabaixo.

Desenvolvidos nas dependências da Escola Municipal B. Shopping Park (01 sala), no  Centro Comunitário Sal da Terra B. Shopping Park (03 salas).

O projeto Orquestra teve inicio no Bairro Shopping Park desde 2002 até os dias atuais, sem nenhuma interrupção.

Foi idealizado pelo Hospital e Maternidade Santa Clara e o Músico  Ângelo M. Nascimento.

Decidiu-se criar projeto cultural formativo, através da complementariedade educacional pela Arte da Música, retendo o tempo livre das crianças ociosas, evitando a marginalidade, as drogas, a prostituição, a violência e outros males oriundos da ociosidade Infanto-Juvenil.

Escolheu-se as turmas do Ens. Fund. I - 01.º ao 05.º ano escolar - 06 à 10 anos e iniciou um grupo intitulado “ClaraVoz”, tendo as atividades relacionados à ludicidade e criatividade, utilizando os gêneros Canto Coral, Bandinha Rítmica e Musicalização.

Nos anos de 2011/12, gravou-se o CD "CANTANDO PELO MEU BRASIL", apoiado pela Lei Municipal de Incentivo Cultura através do PMIC. Este CD trouxe ao grupo um Step (Degrau) de ascendência financeira para o grupo Claravoz Vocal e Instrumental (Flauta Doce), obtendo a venda de 1.200 CD’s.

Com o resultado financeiro da venda dos CD’S, os  valores foram aplicados na compra de 17 violinos, tendo em seguida no mesmo período a doação de mais 06 violinos por pessoas da comunidade Uberlandense, totalizando assim a quantidade de 23 violinos.  No ano de 2013, iniciou-se as Oficinas de Cordas Friccionadas de Violino, aliadas a um projeto do Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli  (CEMCPC).

As oficinas aconteceram em 10 meses pelos Músicos Klemes Cesar Pires e  Liliane M.ª Dias. Assim, em 2013 contemplou 150 alunos da Escola Municipal do B. Shopping Park, participantes de aulas de musicalização, bandinha rítmica, flauta doce e canto coral.

Destes tantos alunos, 60 alunos se firmaram no processo de estudo das cordas friccionadas – Violino, do restante de 90 alunos continuaram nas outras atividades musicais citadas.  Nasce em 2014, o Projeto “Orquestra Experimental Bairro Shopping Park”, com o apoio do Hospital Santa Clara e da Prefeitura Municipal de Uberlândia, através do Programa Municipal de Incentivo a Cultura pelo ISSQN.

Dando assim,  a continuidade nas oficinas de cordas friccionadas de violino iniciadas no ano de 2013, com os 60 alunos.

Ainda neste ano, o projeto adquiriu 25 novos instrumentos de cordas friccionadas para apoiar o projeto, 20 violinos,  04 Violoncellos e 01 Contrabaixo, através de um comodato com um dos apoiadores do projeto. Nesse período, abriu-se 08 vagas de Violoncello,  02 vagas de contrabaixo e a possibilidade de empréstimo de 20 violinos para os alunos que já estavam no processo de aprendizagem.

Ressalta-se aqui a importância da Flauta Doce e do Canto Coral, neste processo de formação musical para os alunos da Orquestra, pois os alunos envolvidos nas cordas friccionadas são resultado destes processos musicais de musicalização e na parte instrumental. 

Ainda em 2014 e 2015, o projeto participou em mais de 50 eventos importantes na cidade de Uberlândia, tocando Flauta Doce e os instrumentos de Cordas Friccionadas, sendo estes eventos de cunho social e cultural na cidade de Uberlândia.

Em 2016, demos a continuidade nas oficinas no ano de 2016, projeto este junto as comunidades tão carente e suas adjacências, ávidas de atividades culturais como as citadas, pois temos a certeza que o mesmo será capaz de influenciar e modificar a vida de muitos que ali se encontram.

Acreditamos que o projeto se justifica, principalmente, pelo fato de que existe um grande crescimento de ensino dos instrumentos de cordas em nosso país, com  maior representatividade e novos alunos interessados em lista de espera.  Muitos  deles  não tem outra oportunidade de participarem de projetos ou eventos que os impulsionem, a serem bons estudantes ou a se profissionalizarem.

Sabendo que projetos culturais como este leva a possibilidade de ampliar valores de ensino de instrumentos musicais, o que é capaz de fazer, motivação ao estudo e compreensão da atividade musical  como oportunidade efetiva de inserção e inclusão social no seu crescimento como cidadão brasileiro.