Saúde em Destaque

08/08/2018

Colesterol alto provoca sérios problemas. Saiba como evitar.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Adelphi International Research, constatou que, aproximadamente, 80% dos brasileiros não conhece os riscos do colesterol alto, e não sabe que ele pode, ao longo do tempo, causar problemas no coração, como entupimento de artérias e até mesmo ataques cardíacos.

Colesterol é um tipo de gordura presente no sangue. Porém, ele deve sempre estar nas doses certas. O excesso do colesterol traz sérios danos para a nossa saúde. O organismo, em seu funcionamento normal, produz aproximadamente 70% do colesterol, o restante é agregado de acordo com a alimentação. Consumir grandes quantidades de gordurosos eleva o nível do colesterol.

            O tão temido colesterol LDL (Low-density lipoprotein) se acumula nas artérias e dificulta o fluxo sanguíneo para órgãos primordiais como coração e cérebro, aumentando o risco de infarto e acidente vascular cerebral. Já o colesterol considerado bom, HDL (High-density lipoprotein), retira o colesterol das artérias e leva para o fígado excretar. Ele não elimina completamente o LDL, mas protege contra ataques cardíacos e AVC’s.

Existe ainda o colesterol VLDL (Very low-density lipoprotein). Este, por sua vez, tem a função de entregar o colesterol e triglicérides para os outros tecidos a partir do fígado. Ele dá origem ao LDL.

A formação do colesterol depende muito da genética, do estilo de vida, prática de atividade física e dieta. Além destes comportamentos, existem os fatores de risco para o colesterol, que são: mulher na menopausa, história familiar, obesidade, uso de cigarro e álcool, sedentarismo, obesidade e falta de atividade física.

O colesterol alto costuma não apresentar sintomas, por isso, é muito importante consultar o médico com frequência. Existem medicamentos que auxiliam no equilíbrio do colesterol, porém é de suma importância que o paciente mude seus hábitos alimentares. Apesar do colesterol elevado estar relacionado ao alto consumo de gorduras, pessoas magras também podem sofrer alterações nos níveis de colesterol.

voltar