Saúde em Destaque

15/05/2018

Lavar as mãos é fundamental para prevenir infecção hospitalar

As infecções associadas aos cuidados de saúde são uma importante causa de mortalidade entre pacientes hospitalizados em todo o mundo. A transmissão de agentes infecciosos associados a assistência com a saúde, ocorre com mais frequência através das mãos contaminadas dos trabalhadores de saúde e familiares do paciente. 

No dia 15 de maio de 1847, na Hungria, o médico-obstetra Ignaz P. Semmelweis defendeu e incorporou a prática da lavagem de mãos como atitude obrigatória para enfermeiros e médicos que entravam nas enfermarias. Uma simples, mas eficiente iniciativa que conseguiu reduzir a taxa de mortalidade dos pacientes. Foi por esse motivo, que o dia 15 de maio se tornou uma data tão importante e significativa para nós e se incorporou ao calendário da saúde desde 2008, como o Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares.

Esse dia tem o objetivo de conscientizar autoridades sanitárias, diretores de instituições e trabalhadores de saúde sobre a importância do controle das infecções. A lavagem das mãos é reconhecida como uma das mais importantes medidas de controle e prevenção de infecções associadas aos cuidados de saúde, com o intuito de se evitar a disseminação de bactérias, vírus e fungos, e por isso, enfermeiros, médicos e até familiares devem adotar o hábito de higienizar as mãos.

Lavar as mãos deve fazer parte da rotina de todos nós, especialmente:

  • Antes de comer ou manusear alimentos;
  • Após ter utilizado as instalações sanitárias;
  • Após assoar o nariz, tossir ou espirrar;
  • Antes de efetuar qualquer ação que inclua o contato com mucosas corporais (por exemplo, colocar ou retirar lentes de contato);
  • Após tocar animais ou seus dejetos;
  • Após manusear resíduos (por exemplo, lixo doméstico);
  • Após usar transportes públicos;
  • Antes e após tocar doentes ou feridas (cortes, arranhões, queimaduras etc);
  • Antes e após uma visita a um doente internado (hospital ou outra instituição).

Lembre-se: lavar as mãos é um detalhe que faz toda a diferença, não apenas na sua saúde, mas também na saúde de seus entes queridos e de toda a comunidade.

Bruna Rodrigues, enfermeira CCIH/SCIH

voltar